Greta Thunberg é o exemplo para milhares de jovens europeus. Esta terça-feira reuniu com o presidente do Parlamento Europeu e apelou aos jovens para aproveitarem as próximas eleições europeias para “influenciar posições”.

A ativista Greta Thunberg© EPA/PATRICK SEEGER

A jovem ativista e ambientalista sueca Greta Thunberg apelou esta terça-feira ao voto nas eleições europeias e pediu aos jovens que pressionem o Parlamento Europeu para que tenha em conta as reivindicações de quem ainda não pode votar.

A adolescente, que ainda não tem idade para votar, defendeu hoje que é “essencial” votar nas europeias que se realizam entre 23 a 26 de maio, sublinhando que é preciso “aproveitar esta oportunidade para influenciar posições” no sentido de avançar com medidas que garantam à proteção do planeta.

No final de uma reunião com o presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, a menina de 16 anos defendeu que já se está em contagem decrescente para agir contra o aquecimento global.

“Nós temos agora uma janela aberta que nos permite agir, mas não ficará aberta por muito tempo. Por isso precisamos aproveitar esta oportunidade para fazer algo”, alertou.

Os políticos europeus devem “agir agora, porque já não há muito tempo”, disse a estudante, que no ano passado iniciou sozinha uma greve à escola em defesa do clima à qual têm aderido milhares de jovens em todo o mundo.

Greta Thunberg serviu de exemplo para milhares de jovens na Europa que nas últimas semanas têm saído à rua para chamar a atenção para a necessidade urgente de lutar contra

VIADN
COMPARTILHAR